Diego Hypolito tem recuperação relâmpago e deve voltar a competir em um mês

Vinicius Konchinski
Do UOL, no Rio de Janeiro

  • CRIS BOURONCLE/AFP

    Diego Hypolito foi medalha de ouro no Pan de 2011 e é candidato ao pódio na Olimpíada deste ano

    Diego Hypolito foi medalha de ouro no Pan de 2011 e é candidato ao pódio na Olimpíada deste ano

Treze dias depois de passar por uma cirurgia no joelho direito, o ginasta Diego Hypólito anunciou que está praticamente recuperado e que deve voltar a competir em um mês.
 
Em entrevista coletiva nesta quinta-feira, Diego disse que volta a treinar normalmente no próximo dia 9 e ainda em abril pretende disputar uma etapa da Copa do Mundo de ginástica.
 
“Não tenho mais que fazer fisioterapia e não sinto mais dor”, disse o ginasta, contente com o resultado da cirurgia. “Em um mês, devo estar na Copa do Mundo e, até a Olimpíada, vou disputar três ou quatro competições de nível internacional.”

FRUSTRAÇÃO EM 2008

  • Durante a preparação para a Olimpíada de Pequim, em 2008, Diego Hypolito também passou por uma cirurgia no joelho. Recuperado, o atleta cometeu um erro na final do solo e terminou na sexta posição.

 
Esperança de medalha nos Jogos Olímpicos de Londres, neste ano, Diego passou por uma artroscopia no joelho no dia 16 de março. A operação foi feita para corrigir uma pequena lesão no menisco, uma cartilagem do joelho.
 
Inicialmente, era esperado que a cirurgia afastasse o ginasta dos treinamentos por um mês. Entretanto, na semana que vem, ele já volta a praticar movimentos mais leves no solo, sua especialidade. No dia 9, volta ao ritmo normal de preparação para Londres.
 
“A evolução do Diego foi muito boa, melhor que a esperada”, complementou o chefe da fisioterapia do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Henrique Jatobá, que acompanha o tratamento do atleta.
 
Graças a essa rápida recuperação, o ginasta disse que estará 100% em condições de representar o Brasil na Olimpíada deste ano. Diego vai disputar as provas de salto e de solo e afirmou que a recente cirurgia não será obstáculo para a busca de medalhas.
 
“Se eu não conseguir um bom resultado na Olimpíada, não será por causa da operação”, avisou o ginasta.
 
Em 2008, enquanto se preparava para os Jogos Olímpicos de Pequim, Diego passou por uma cirurgia semelhante no joelho. O ginasta recuperou-se e classificou-se para a final do solo. Na final, porém, cometeu uma falha em um salto, caiu e acabou em sexto lugar.
 
Quatro anos depois, Diego reconhece as semelhanças nos problemas que enfrenta na preparação para sua segunda Olimpíada. Para ele, o que muda agora é a forma com que ele está enfrentando o novo contratempo.
 
“Semelhança nas cirurgias tem, mas isso não e o mais importante. O que importa é como você vai proceder com tudo isso”, afirmou.
 
Aos 25 anos, Diego Hypolito disse estar focado na sua preparação. Vê na cirurgia, inclusive, mais um motivo para superar seus limites e conquistar novos títulos. “Meu grande sonho é ser medalhista olímpico. Essa lesão não vai me atrapalhar.
Ginástica artística
Ginástica artística

UOL Cursos Online

Todos os cursos