Com segurança feita por 16 mil soldados, Jogos têm boicote político e avanço na luta antidoping

Com a experiência recente do atentado a Munique, o Comitê Olímpico Internacional indicou a cidade canadense de Montreal confiante no renascimento dos Jogos. Cerca de 16 mil soldados protegeram a competição, e nenhuma ocorrência grave foi registrada.

Logo após a cerimônia de abertura, porém, a paz deixou de reinar. Liderados pela Tanzânia, 22 países africanos abandonaram os Jogos por discordar da participação da Nova Zelândia, porque sua seleção de rúgbi (esporte não olímpico) tinha realizado uma turnê pela África do Sul, desrespeitando o embargo contra o regime do apartheid. Iraque, Líbano e Guiana aderiram ao boicote.
 
O combate do COI ao doping entrou em nova fase. Os três medalhistas em cada prova foram submetidos ao controle, além de outros atletas escolhidos por sorteio. Foram realizados 2.000 exames, que detectaram 11 casos positivos, dos quais oito de levantadores de peso. No tiro esportivo, um atleta de Mônaco de 65 anos, Paulo Cerutti, foi desclassificado por tomar anfetaminas. A polonesa Danuta Rosani, do lançamento de disco, tornou-se a primeira mulher pega no atletismo.
 
Na soma das medalhas, pela primeira vez os Estados Unidos ficaram em terceiro lugar no quadro geral, atrás de União Soviética e Alemanha Oriental.
 
Brasil repete Munique
 
No Canadá, a delegação brasileira repetiu o desempenho de Munique-1972, conquistando duas medalhas de bronze. Com uma delegação de 81 atletas, dos quais apenas sete mulheres, o Brasil participou de 13 modalidades.
 
Seguindo a tradição do atletismo, o salto triplo foi o destaque do país. Depois dos feitos de Adhemar Ferreira da Silva e Nelson Prudêncio em edições anteriores dos Jogos, foi a vez de João do Pulo subir ao pódio para levar o bronze.
 
João do Paulo chegou a Montreal como recordista mundial da prova, com a marca de 17,89 m do Pan do México-1975. O brasileiro liderou a fase eliminatória, mas não conseguiu passar dos 16,90 m e foi superado pelo soviético Viktor Saneyev, que faturou o ouro pela terceira vez consecutiva, com 17,29 m. O saltador, que morreu em 1999, participou ainda da Olimpíada seguinte, em Moscou-1980, onde foi bronze.
 
O segundo bronze do Brasil foi na vela, com a dupla Reinaldo Conrad e Peter Ficker na classe Flying Dutchman, que por 0s4 não levou a prata. Para Conrad, foi o segundo pódio em Olimpíadas, já que no México-1968 ele também levou o bronze, ao lado de Bukhard Cordes.
 
O futebol por pouco não aumentou a lista de medalhas, com um quarto lugar. O time comandado por Cláudio Coutinho, que seria técnico na Copa do Mundo de 1978, contou com futuros destaques em Mundiais, como o goleiro Carlos, o zagueiro Edinho e o lateral Júnior. A seleção perdeu para a Polônia na semifinal e, na disputa pelo bronze, voltou a perder, para a União Soviética.
 
 
Classificação de 1976
  País Ouro Prata Bronze  
União Soviética 49 41 35 125
Alemanha Oriental 40 25 25 90
Estados Unidos 34 35 25 94
Alemanha Ocidental 10 12 17 39
Japão 9 6 10 25
Polônia 7 6 13 26
Bulgária 6 9 7 22
Cuba 6 4 3 13
Romênia 4 9 14 27
10º Hungria 4 5 13 22
11º Finlândia 4 2 0 6
12º Suécia 4 1 0 5
13º Reino Unido 3 5 5 13
14º Itália 2 7 4 13
15º França 2 3 4 9
16º Iugoslávia 2 3 3 8
17º Tchecoslováquia 2 2 4 8
18º Nova Zelândia 2 1 1 4
19º Coréia do Sul 1 1 4 6
20º Suíça 1 1 2 4
21º Coréia do Norte 1 1 0 2
Jamaica 1 1 0 2
Noruega 1 1 0 2
24º Dinamarca 1 0 2 3
25º México 1 0 1 2
26º Trinidad e Tobago 1 0 0 1
27º Canadá 0 5 6 11
28º Bélgica 0 3 3 6
29º Holanda 0 2 3 5
30º Espanha 0 2 0 2
Portugal 0 2 0 2
32º Austrália 0 1 4 5
33º Irã 0 1 1 2
34º Mongólia 0 1 0 1
Venezuela 0 1 0 1
36º Brasil 0 0 2 2
37º Áustria 0 0 1 1
Bermuda 0 0 1 1
Paquistão 0 0 1 1
Porto Rico 0 0 1 1
Tailândia 0 0 1 1
+ Mais

Ficha

Países participantes
92
Número de modalidades
21
Número de atletas
6.084 (4.824 homens, 1.260 mulheres)
Participação do Brasil
36º lugar
Data de abertura
17 de Julho de 1976
Data de encerramento
01 de Agosto de 1976

Pôster e medalha

Já conhece os de Moscou-1980? Confira

Mascote

Reprodução Amik, um castor, foi a mascote dos Jogos de 1976; confira as outras

UOL Cursos Online

Todos os cursos