"Homem da largada" em Londres diz que não teria medo de desqualificar Usain Bolt

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

    Alan Bell disse, em entrevista a um jornal britânico, que não teria problemas em desqualificar Usain Bolt

    Alan Bell disse, em entrevista a um jornal britânico, que não teria problemas em desqualificar Usain Bolt

Alan Bell é o responsável por dar o tiro de largada na final dos 100 metros rasos masculino em Londres, prova em que um dos maiores velocistas de todos os tempos, Usain Bolt, é favorito. Ex-atleta do salto em altura, o britânico de 61 anos diz não ter medo de desqualificar o jamaicano nos Jogos de Londres.

No campeonato mundial em Daegu, em setembro de 2011, inclusive, Bell chegou a tirar Bolt da prova após o velocista "queimar" a largada na final dos 100 m. Em entrevista ao jornal britânico The Telegraph, o juiz de largada contou sobre a ocasião.

"Bolt deu uma falsa partida, estava absolutamente claro. Eu achei que o atleta da pista cinco que tivesse queimado a largada e fui conferir nas imagens, mas, antes que eu anunciasse que o atleta daquela pista estava eliminado, ele já havia tirado sua camisa. Não precisei ter que tomar uma decisão", relatou ele.

O grande problema, segundo Bell, foi depois de Bolt largar a corrida. Já que todos os corredores restantes "começaram a achar que ganhariam a medalha de ouro". "Nós atrasamos a corrida em 11 minutos, mas era preciso para que os corredores estivesse recompostos para a disputa. A largada foi boa, e o resto é história", disse.

Na ocasião, o juiz de largada contou que um colega seu estava ao lado dos pais do velocista jamaicano, e ouviu uma declaração do pai de Bolt a respeito do erro do filho: "é uma daquelas coisas. A culpa foi toda dele, mas ele vai voltar e bem nos 200 m". "O que ele fez", completou.

Segundo o britânico, um repórter de TV gritou para que ele terminasse a corrida após a saída de Bolt, mas ele não o fez. "O cara é um superstar, mas ele também é um ser humano incrível e não merecia estar em uma briga na mídia. Então nós o encaminhamos para um local privado.", explicou. "Peguei o microfone e falei para os atletas que iniciaríamos a corrida quando eles estivessem prontos", acrescentou.

Usain Bolt
Usain Bolt
#dev_albumEmbed010('tagalbum','6970')

Alan Bell já esteve em trinta países desde que foi anunciado pela Federação de Atletismo Britânica como membro do Painel Internacional de "Starters", em 2006. "O que eu não sabia era que na época os velocistas mais importantes do mundo foram consultados para as indicações, e eu tive muito apoio deles", contou.

Considerado o melhor "starter" do mundo, Allan Bell só teve um único grande erro na carreira: disparar um segundo tiro após a largada durante um grand prix indoor, em Birmingham, na Inglaterra. "A corrida parou e eu tive que anunciar aos corredores que havia sido um engano".

Sem medo de cometer a "gafe" novamente, Bell se diz pronto para os Jogos Olímpicos e sonha em ver um atleta britânico cruzando a linha de chegada. "Meu maior sonho é eu dar a largada de uma corrida em que um britânico quebre o recorde mundial. O pesadelo seria eu cometer um erro que custasse a alguém seu direito legítimo nos Jogos. Mas isso nunca aconteceu".

UOL Cursos Online

Todos os cursos