Mari foi cortada por causa de uma tendinite no ombro direito, diz José Roberto

Gustavo Franceschini
Do UOL, em São Carlos (SP)

  • CBV/Divulgação

    Jogadora disse que dores a incomodam desde Copa do Mundo do ano passado

    Jogadora disse que dores a incomodam desde Copa do Mundo do ano passado

A ponteira Mari está fora do pré-olímpico de vôlei feminino por conta de uma tendinite no ombro direito, que faz com que ela tenha dores também no joelho e na região lombar. A explicação foi dada pelo técnico José Roberto Guimarães, um dia depois do anúncio de que ela não participaria da briga pela vaga para Londres.

FABÍOLA COMEÇA JOGANDO

José Roberto Guimarães definiu ao menos um dos mistérios da equipe que brigará pela vaga em São Carlos: Fabíola começa como levantadora titular. Já Camila Brait e Fabi se revezam como líberos.

“Vocês viram no treino de ontem [terça] que ela não atacou nenhuma bola. É uma questão física. Ela já estava esperando esse corte”, disse o treinador após o último treino antes da estreia, contra o Uruguai, nesta quarta, às 19h30.

Apesar de ter sido vice-campeã da Superliga pelo Unilever, Mari não apresentou sua melhor forma durante a última temporada. Nesta quarta, a ponteira explicou que as dores a incomodam desde a Copa do Mundo do ano passado, quando eram apenas “pontadas”.

“Com o movimento do ataque, os ossos batem um no outro. Chega a me dar dor de cabeça. E é melhor parar agora para me recuperar a tempo do Grand Prix e das Olimpíadas, já que não é nada sério”, disse a jogadora.

A expectativa dos médicos é que, com fisioterapia e repouso, ela esteja 100% em cerca de 15 dias. “É uma lesão simples, que não pode virar algo maior”, disse Júlio Nardelli, médico da seleção, que concordou que o problema pode interferir no desempenho técnico da atleta. 

Mari, jogadora de vôlei
Mari, jogadora de vôlei

UOL Cursos Online

Todos os cursos