Rio-2016 atrasa pagamento e pode ser processado por comitê internacional

Do UOL, em São Paulo

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio-2016 deixou de cumprir prazo para quitar uma dívida com o IPC (comitê paraolímpico internacional, na sigla em inglês). Segundo a agência de notícias “BBC”, o atraso já chega a duas semanas e pode parar nos tribunais.

A dívida refere-se a um valor que o comitê deveria ter pago para custear viagens de países ao Rio de Janeiro, o que é especialmente relevante para delegações com menor poder aquisitivo. O montante devido pelos responsáveis pela Rio-2016 chega a US$ 3,7 milhões (R$ 12,28 milhões).

“Nós estamos extremamente desapontados”, disse Craig Spence, porta-voz do IPC, à “BBC”. “O Comitê Rio-2016 não fez o pagamento no prazo, e agora nós estamos urgentemente buscando uma solução para essa questão”, completou.

Como os organizadores brasileiros não liberaram o dinheiro que seria importante para bancar viagens, muitos países tiveram de recorrer a empréstimos. Inicialmente, o IPC bancou esses débitos.

“Quanto mais essa situação se arrastar, mais países vão nos procurar pedindo apoio financeiro do IPC”, adicionou Spence.

A questão do custeio de viagens de comitês nacionais foi amplamente discutida durante os Jogos Olímpicos, realizados antes do evento paraolímpico. O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), chegou a prometer a liberação de um fundo emergencial para evitar que o comitê deixasse de pagar isso.