UOL Olimpíadas 2008 Notícias

01/09/2008 - 11h24

Ameaçado, Clodoaldo decide se participa das Paraolimpíadas nesta terça

Do UOL Esporte
Em São Paulo
Maior nome brasileiro da historia das Paraolimpíadas, o nadador Clodoaldo Silva tem até esta madrugada (de segunda para terça-feira) para decidir se participa ou não dos Jogos de 2008, que acontecem entre os dias 6 e 17 de setembro, em Pequim. Para confirmar sua participação, o atleta precisa se apresentar ao teste de classificação funcional do Comitê Paraolímpico Internacional (IPC), que irá reavaliar a categoria na qual ele poderá competir na China.

Arquivo
Clodoaldo Silva tem até esta madrugada para decidir se participa ou não dos Jogos
TENÓRIO SERÁ O PORTA-BANDEIRA
TUDO SOBRE PEQUIM 2008
Clodoaldo foi notificado no dia 2 de julho, pelo IPC, de um protesto movido por um país não divulgado, que pedia a reavaliação da classificação funcional do nadador. De acordo com o Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB), o nadador poderia ter feito o teste naquele mês, em uma competição que iria disputar no Canadá. Porém, alegou uma lesão e não participou. Assim, decidiu que passaria pelo exame em Pequim.

Na China, em conversas com a sua assessoria jurídica, no entanto, Clodoaldo mudou de idéia e comentou com o presidente do CPB, Vital Severino Neto, a intenção de não fazer o teste e, assim, não participar do evento. O comitê brasileiro afirmou que Clodoaldo se sente perseguido e que o protesto o está prejudicando.

Esta não é a primeira vez que o nadador é protestado. Durante participação no Mundial Paraolímpico da África do Sul-2006, em Durban, a delegação da Espanha alegou que as características físicas apresentadas por Clodoaldo não eram de um atleta da classe S4, mas sim da classe S5 - quanto maior o número da classe, menor é a deficiência do atleta.

O pedido espanhol foi acatado pelo comitê internacional. Porém, o CPB conseguiu anular o procedimento ao alegar um erro no documento. De acordo com as regras do IPC, um atleta não pode ser protestado duas vezes. Mas como o primeiro protesto não foi aceito, a entidade pôde dar procedimento ao novo pedido.

Compartilhe: