UOL Olimpíadas 2008 Notícias

08/08/2008 - 14h33

Em ano ruim, chineses buscam impor domínio no badminton em casa

Do UOL Esporte
Em São Paulo *
A disputa simples do badminton, masculino e feminino, das Olimpíadas de Pequim começa já nesta sexta-feira com destaque para os atletas locais. Em casa, os chineses esperam dominar a cena e o pódio nos Jogos. Com seus atletas liderando os rankings mundiais da modalidade, os anfitriões esperam um desempenho melhor do que em 2004, quando subiram ao degrau em três das cinco modalidades disputadas.

No entanto, para conseguirem realizar a melhor Olimpíada da história do badminton, os chineses precisam superar uma brutal queda de produtividade justamente nos meses que antecederam os Jogos. Lin Dan, que encabeça o ranking masculino, chega pressionado pelos altos e baixos que teve nesta temporada e pelo número 2 do mundo, Lee Chong Wei, da Malásia, que o derrotou nas semifinais da Thomas Cup com parciais de 21-12 e 21-14.

As duplas também sofrem com a desconfiança dos torcedores. No Aberto da China, as equipes masculina e mista pararam diante da Indonésia, outros fortes candidatos a medalha com Taufik Hidayat, que levou ouro no simples em 2004. O Dinamarquês Peter Gade e os sul-coreanos também representam ameaçam

"Eu concordo que os atletas chineses do badminton caíram um pouco de produção nos últimos meses. Mas também estou feliz que o nível do esporte ao redor do mundo tem aumentado bastante", disse o técnico da seleção local Li Yongbo.

Mas se o desempenho recente decepciona e dá mostras de que os donos da casa podem ser superados nas disputas que terão lugar no Ginásio da Universidade de Tecnologia de Pequim, o histórico da modalidade coloca os Chineses como favoritos absolutos.

Em 16 anos, os chineses conquistaram 22 medalhas no badminton (oito de ouro, quatro de prata e dez de bronze). Oito a mais que a Coréia do Sul, segunda colocada com cinco ouros, seis pratas e três bronzes.

* Com agências internacionais

Compartilhe: