Canoagem

topo

Circuito olímpico de canoagem reabre como piscina pública no Rio

Vinicius Konchinski/UOL
Circuito olímpico de canoagem vira piscina pública no Rio imagem: Vinicius Konchinski/UOL

Vinicius Konchinski

Do UOL, no Rio de Janeiro

Dezessete dias após o final da Olimpíada de 2016, o circuito olímpico de canoagem slalom foi reaberto como a mais nova piscina pública do Rio de Janeiro. A partir desta quarta-feira (7), a área de competições da Rio-2016 estará definitivamente voltada ao lazer da população todos os finais de semana e feriados.

O circuito de canoagem foi feito para integrar o Parque Olímpico de Deodoro. A obra de todo parque custou mais de R$ 626 milhões. Nove áreas de competição foram reformadas ou construídas com esse valor. Três delas (circuito de canoagem slalom, de BMX, e de mountain bike) integrarão o Parque Radical de Deodoro, espaço público que será gerido pela prefeitura do Rio. Cerca de R$ 800 mil por mês serão gastos ali.

Do Parque Radical, só o circuito de canoagem já está liberado para o uso da população. A corredeira artificial passou por adaptações para que possa receber até 3 mil pessoas por dia. Nas sextas, sábados, domingos e feriados, o espaço estará aberto das 9h às 17h.

No verão passado, antes mesmo da Olimpíada, a corredeira já havia sido aberta para o lazer aos finais de semana. Por conta dos Jogos, o espaço foi fechado pelo Comitê Organizador da Rio-2016. Agora, volta a estar à disposição da população do Rio e de outras cidades da região metropolitana.

“Vim aqui mais de 20 vezes no verão passado. Vou voltar muitas outras vezes agora que reabriu”, disse o estudante Roni dos Santos Lima, de 14 anos, morador de Deodoro. “Isso aqui era só mato. Agora, está muito bom. Não preciso mais sair daqui e ir até a praia para me divertir.”

“Faltava mesmo uma área de lazer por aqui”, complementou Janaina Paula Nascimento, de 40 anos, moradora de Ricardo de Albuquerque. “Espero que cuidem bem e não queiram cobrar entrada de morador.”

Vinicius Konchinski/UOL
Piscina pública integra o Parque Radical de Deodoro, legado olímpico para o Rio imagem: Vinicius Konchinski/UOL

Esporte ainda é dúvida

O prefeito Eduardo Paes esteve nesta quarta na reabertura da piscina pública do Parque Radical. Disse que o parque terá acesso gratuito, mas controlado para segurança dos usuários.

Destacou a ainda a importância do Parque Radical para o subúrbio carioca. “Essa é uma área carente e precisa de lazer, que vai ser muito importante”, afirmou.

Questionado sobre o uso esportivo do espaço, Paes disse que o Ministério do Esporte deve usar a corredeira em projetos de iniciação ao esporte e também em competições. O prefeito admitiu, entretanto, que isso tudo ainda está sendo discutido. “Por enquanto, é só a área de lazer. Aos poucos, vamos desenvolvendo projetos esportivos aqui.”